terça-feira, 29 de dezembro de 2009

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Coisas de Quintana


"O que os olhos não veem o coração também sente. Pois há coisas que só conseguimos ver de olhos fechados. Coisas que podem estar muito perto: dentro de nós mesmos. Ou, então, longe demais: em mundos recém-descobertos pelo viajante Quintana."

As falsas recordações

Se a gente pudesse escolher a infância que teria vivido, com que enternecimento eu não recordaria agora aquele velho tio de perna de pau, que nunca existiu na família, e aquele arroio que nunca passou aos fundos do quintal, e onde íamos pescar e sestear nas tardes de verão, sob o zumbido inquietante dos besouros...

(Mário Quintana)

*E é sempre assim quando leio um autor novo: me encanto com a capacidade de expressão, e é constante a identificação com seus textos. Adorei alguns poemas de Quintana, 'As falsas recordações', para mim, é de longe o mais expressivo, mas há muitos mais. Adorei o jeito como ele retratou um modo como queria que tivesse sido sua infância, porque por mais que tenhamos tido uma bela infância, sempre há algo que queríamos que fosse diferente e às vezes até recordamos coisas que não aconteceram pois queríamos que tivessem acontecido. É como sonhar, e recordar sempre aquele sonho infantil.*

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009


Contente-se. Você terá que dar um rumo à sua vida. É sua vida, menina!
Menina dos grandes olhos, de rosto sonhador de maravilhas, de pensamento de nuvem. Agora és tu, somente tu. Ninguém poderá ajudar-te. Entenda, doce menina, que por enquanto sofres, choras, mas que em algum momento sorrirás. Acredite! Você verá o quão bela pode ser a vida. Sentirás tudo o que sonhas sentir, farás tudo o que desejas fazer e servirás ao mundo como tanto queres. Talvez haja, sim, uma ajuda. Acalma-te, pois ela virá do céu. O céu que é o teu limite. Voar. Ser leve. Deixa tuas preocupações tão brandas e aninha-te em teu ser. Procura forças em tudo. E trabalhes. Seja dona do teu destino. Faça-o. É teu o poder de seguí-lo.

(21/08/08)

domingo, 13 de dezembro de 2009


As coisas acontecem com a gente quando tem que acontecer mesmo! E há, sim, muitos sinais. Como quando só você recebe uma leitura errada, porque era pra você ler aquilo lá, e não o que todos iam ler. É quando certas mensagens chegam a você de qualquer jeito. E com muita sorte você a entende e ela te conforta, te anima, te alegra... É bom acreditar que alguém no mundo a essa hora está te desejando força, e que o universo conspira pra você ser feliz...Que a sua fé é tudo o que importa, e que Deus está com você SEMPRE. É melhor ainda perceber tudo isso, sentir aquela força, ter certeza que a felicidade está aqui, sentir Deus em tudo, e a Sua presença nos acompanhando. Não importa qual religião se segue, ou se há uma crença em um Deus, o importante é ter algo confortador, é ter em que acreditar, é crer que cada dia vai ser melhor, e que vale muito a pena estar VIVO.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Sobre a felicidade


Será que felicidade é pra todos? Ou é preciso sorte pra ser feliz...? Não dá mesmo pra saber! Como é difícil(para mim, por exemplo)sê-lo. Não sei em que estação a econtrarei, mas sei que não está perto. Isso pode até soar triste, mas é real. É real o que acontece agora. E olhe que eu nem peço tanto. Mas é assim mesmo. Viver é assim. A sensação que eu tenho é que quando ela vier vai ser estonteante, inebriante, acho que quando se completar a minha felicidade, ela vai ser maior do que foi para qualquer um. Sou otimista mesmo quanto a isso. Tenho que ser. Num mundo em que pra tantos falta o amor e a força de Deus, eu tenho que ser muito otimista por respeito à minha fé e à coragem que Ele me dá. Por fim, digo que estarei sempre à espera, com o coração aberto, alegre em recebê-la, feliz, enfim, com a minha vida.