sábado, 23 de janeiro de 2010


"Sim, a vela que, na infância, arde no bolo de aniversário é a mesma que enfeita o caixão. A vida passa; escrevendo, ou fazendo medicina, ou formando uma família, ou militando politicamente, ou trabalhando, ou bebendo- a vida passa. Chega um momento em que tudo que esperamos das velinhas é que iluminem, com sua tênue luz, o nosso passado e nos permitam extrair alguma conclusão de nossas trajetórias."

Moacyr Scliar

Nenhum comentário: