terça-feira, 20 de julho de 2010

Inverno

   Jovens. Como a juventude é traiçoeira. Tantos se torturam por pensar que é esta a melhor fase da vida. Que é quando se tem vigor, alegria e vontade sempre. Mas, ainda que esteja nesta fase, para mim quem pensa assim se engana;  parcialmente, eu sei.
   Jovens riem, curtem, exalam disposição. Mas muitos deles sofrem, se matam, são pressionados pela sociedade, pelos pais, para entrar no mercado de trabalho.
   São tantos sonhos! É certo que alguns não os têm, nem ligam para o que acontece com o resto do mundo, para eles só importa estarem bem. Mas,  muitos os têm, como eu. E se querem saber, o medo que eu tenho é esquecer meus ideais, minha repulsa por todas as injustiças do mundo. O receio que eu tenho é de que meus projetos se esvaiam com o tempo. Que este mundo me roube tudo. Eu já ouvi, sim, relatos de gente madura desacreditada, que diziam certa vez que eles tinham tantos ideais , mas que descobriram ao "crescer" que não podiam fazer nada por eles, que eles viraram apenas lembranças.
   E é assim! Acho que muitos de nós já sabem que não há muito o que se fazer. O que cresce conosco é uma certa desilusão, que não vai tirar nossa vontade de viver, mas que já nos mostra as dificuldades de viver um sonho, um projeto de vida.
   Quanto mais os anos passam, mais percebemos que nossos pais são falíveis, que não somos imortais, e o quanto os governos podem ser corruptos, a sociedade hipócrita e o mundo injusto.
   É triste, mas há ainda algo que ao menos a mim me conforta: se procurarmos bem, há muitos outros que querem lutar conosco, pessoas honestas e boas. E mais, fico cada dia mais feliz ao encontrar tantos jovens de fé, tantos amigos sinceros e tantos outros seres que me fazem acreditar na vida.






                                           Larissa ;)

Nenhum comentário: