terça-feira, 17 de agosto de 2010

Inverno

   Dona Canção

   Em meio a tantos acordes, eu um dia acordei.
   E vi, no final do meu sonho, o amor que sonhei.
   Será este a razão de sonhar?
   Ou é de fato só meu reflexo ao pensar...

   Me desperte, doce canção!
   Se eu não te ouço, me viro,
   Esqueço do sonho de então.

   Se me envolvo em tuas rimas, paixão,
   Não se esqueças oh Dona Canção,
   Que meu sonho não se vende, não
   Que aquele amor se enraiza em meu coração.

   Me desperte, doce canção!
   E ao dormir embale meus sonhos
   Não se perca a si, nem a sua emoção.

   Larissa Tenório


Y por pensar tengo un millon de cicatrices
soy un escudo, soy hipersensible
una barrera al corazon
y no me gusta haber estado así de triste
por paranoias yo me hice esas heridas en mi interior ♪


Nenhum comentário: