sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Primavera

" Há quem diga que todas as noites são de sonho. Mas há também quem garanta que nem todas, só as de verão. Mas no fundo isso não tem importância. O que interessa mesmo não são as noites em si, são os sonhos. Sonhos que o homem sonha  sempre. Em todos os lugares. Em todas as épocas do ano. dormindo ou acordado." William Shakespeare
 * 

   Quantos sonhos se foram com o sol? A cada dia há pessoas deixando os sonhos irem com ele. A única certeza que temos do sol é que ele sempre volta e os sonhos podem se perder no tempo e no espaço para sempre.
   Quantos sorrisos foram calados por atos impensados ou palavras mal proferidas? Tais sorrisos fariam tão bem a alguém que precisasse de alegria...
   Quantas estrelas não foram prometidas por amor? Aquelas que assistiram às mais belas cenas românticas.
   Quanta tristeza não há em tantos corações no mundo? Tristeza não só de quem é triste, mas de quem não se deixa alegrar.
   Quantas vidas não se desfizeram sem motivo? Ou, talvez para tudo há uma razão neste mundo, talvez não seja "só isso"; talvez, sem percebermos , o que acontece é certo, mesmo parecendo errado...

Larissa

Nenhum comentário: