quinta-feira, 2 de maio de 2013

Sobre a amizade

Esses dias me entristecia com amizades e me veio a sabedoria de Imitação de Cristo, um belo livro que me fez e ainda me faz refletir sempre que leio. Num desses dias abri o livro e nele dizia que nossas amizades deveriam nos mostrar a face de Deus, elas devem ser cultivadas em Deus e nEle estar pautadas. Eu vejo Deus em muitos amigos, e muitos deles nem compartilham da minha fé, mas eu enxergo Deus só nos seus corações, em suas ações, em seu caráter. A tristeza me veio ao perceber o quanto valorizava amizades que não me mostravam Deus de nenhuma forma, acho que quis ter amigos em outras particularidades, mas esqueci que nem sempre somos correspondidos com amor, amor fraternal, sentimento cristão. De tudo isso, a tristeza só deixa a certeza de que o coração dos meus verdadeiros amigos estão em Deus, mesmo que não compartilhem de minha fé, eu sei que estão porque em suas faces eu enxergo a face de Deus. Agradeço todos os dias pela oportunidade de conhecer esses meus amigos que tanto me ensinaram, que me compreendem e que tanto me amam. Agradeço por, em oração, ouvir de Deus em quem eu devo depositar minha amizade sincera. Agradeço porque Deus está presente em minha vida em todos os aspectos, e na amizade não seria diferente!

Louvado seja Deus pelos amigos que Ele me deu! :)

Larissa T.

terça-feira, 16 de abril de 2013

Mudaram as estações

   O novo que Deus preparava para mim neste tempo de Páscoa era um novo que eu não poderia imaginar, nem prever. Jesus se apresentou para mim na Cruz durante toda a Quaresma e me fez perceber a grandeza das cruzes da minha vida. Como posso voltar atrás? A verdade é que eu não posso! Preciso seguir em frente, sempre olhando pro horizonte que Ele me apresenta, estarei aqui por Ele.
    Eu sabia que em todo ciclo Deus nos dá um novo que, por vezes, não enxergamos. É como naquela música de Cássia Eller. As estações mudaram, mas nada mudou e as coisas estão diferentes, eu percebo.
    Neste tempo, aprendi sobre amar a Cruz e a enxergar como Graça, aprendi que precisamos amar mais, e muitas vezes é isso mesmo que falta, só amar. Estando perto do amor de Cruz, estaremos perto do amor maior, do amor sem medidas, do infinito que Deus no apresenta. Pois, a complexidade de amar está apenas na ideia de que amaremos e seremos amados, o que não está de acordo nesse mundo tão bagunçado, devemos somente amar!

Larissa T.